Ligue-nos diretamente (51) 2103-9526 e 2103-9536 ou e-mail contato@grupoeng.com.br

Inovahabit Tecnologia e Sustentabilidade

A empresa nasceu focada desde sua concepção tendo como sua marca registrada a sustentabilidade.
Com os recursos naturais cada vez mais escassos, vem aliar a necessidade de moradias com o respeito ao meio ambiente, sem se esquecer de aliar isso às necessidades das pessoas.
Habitações acessíveis, eco-sustentáveis e eficientes. Esse é o nosso jeito de fazer.

Quem Somos

Com larga experiência no setor de construção civil o Grupo Eng mais uma vez vem inovar com a INOVAHABIT! Residencias com tecnologia, uso de novos materiais, reciclagem e construções à seco e econômicas, traduzem seu jeito de fazer.

Tecnologias


Steel Frame

Sistema construtivo com paredes estruturais formadas por perfis metálicos e fechadas com chapas de diversos materiais.
Os principais componentes do sistema construtivo Light Steel Frame são os perfis leves de aço galvanizado que formam a estrutura de uma construção (paredes, vigas, vergas, etc). Esses perfis são fechados com placas cimentícias, de OSB, ou drywall e revestidos como em qualquer casa de alvenaria tradicional.
Composto por peças industrializadas, que são montadas no próprio canteiro, seu tempo de execução é reduzido e o desperdício de materiais é mínimo. Ao contrário do sistema de alvenaria convencional, no entanto, ainda existe grande dificuldade para se encontrar mão de obra qualificada para executar construções em steel frame.


Wood Frame

Não se trata de uma tecnologia nova, sendo bastante comum em construções na Europa, Canadá e nos Estados Unidos, onde a sua principal vantagem está na redução de até 50%, na quantidade de mão-de-obra necessária e a redução no desperdício com materiais e a agilidade no tempo de construção reduzem os custos entre 15% a 20%.
Destacam-se a execução da obra em prazos seis vezes menores do que uma construção convencional – cerca de apenas 3 meses para a execução total de uma obra de até 200 m², menor custo de energia no uso da casa, redução de 80% nas emissões de CO₂, redução de desperdícios até 90% e redução dos resíduos da construção civil até 85%.
A tecnologia do “Wood Frame” tem-se tornado cada vez mais comum, especialmente pelas suas características, permitindo uma construção seca, limpa, rápida, prática e sustentável de edificações de até cinco pisos.
A sua estrutura de perfis leves de madeira maciça travados com chapas estruturais de madeira industrializada do tipo OSB (Oriented Strand Board), formam os painéis estruturais (diafragma) capazes de resistir às cargas verticais (telhados e pavimentos), perpendiculares (ventos) e de corte, transmitindo as cargas até à fundação.
O OSB é tão prático e resistente que dispensa o uso de fitas e barras de resistência a esforços de ventos e abalos sísmicos. As placas OSB são leves, simples e rápidas de serem aplicadas.


PVC

Com perfis leves e modulares de PVC, preenchidos com concreto e aço, a tecnologia permite a construção de uma casa de 40 metros quadrados (área padrão da maioria dos programas habitacionais financiados pelo governo) em apenas oito dias. No modelo convencional, o prazo é de 50 dias.
Além de demorar menos tempo, a tecnologia do concreto PVC traz outras vantagens como não gerar entulhos e resíduos e que não provoca perda.
Há, ainda, outro benefício, de acordo com estudos técnicos e laboratoriais: imunidade a cupins, mofo, fungos e corrosão. No momento a tecnologia somente é viável na construção de habitações horizontais, com três pavimentos, no máximo.
Ainda à um problema neste sistema que é o preço desta modalidade ser similar a construçao tradicional, o que faz a diferença, na verdade, são os benefícios trazidos pelo PVC que seria a qualidade maior para uma construção popular.
Embora seja uma realidade no Rio Grande do Sul, Espírito Santo e São Paulo ( 3.000 unidades foram erguidas dentro desta modalidade), as casas de concreto PVC somente agora começam a se popularizar no Nordeste.


Poliestireno Expandido (EPS)

Material tem sido usado em casas nos EUA e em países europeus, mas é pouco conhecido no Brasil o poliestireno Expandido (EPS), o popular isopor é um dos grandes desafios de usar um produto novo na construção, no qual as pessoas ainda desconfiam das novas tecnologias.
Surgem diversas dúvidas:
Será que o material é resistente? E aguenta chuva? Pega fogo? Dá para colocar azulejos? Será mesmo que a casa vai ficar firme?
Muito utilizado nos Estados Unidos e também em países europeus por serem resistentes a terremotos e furacões é um material muito leve, fácil de transportar e também isolante. O sistema construtivo com isopor utiliza painéis compostos por duas grelhas aramadas recheadas com chapas de isopor (EPS) para substituir as paredes de tijolos tradicionais.
O sistema exige menos vigas e pilares de sustentação, por causa da leveza dos painéis. Isso gera economia de formas de madeira, escoramento de vigas, ferro e cimento.
A obra fica mais barata, sem desperdícios, fácil e rápida de executar. Como o material é leve e possui isolamento térmico, acústico e isolante, ele diminui o peso da fundação da obra e da estrutura. Quando utilizado na laje, o material reduz o consumo de concreto e reduz o peso, já que ele preenche espaços que seriam ocupados pelo concreto.
Os painéis vão prontos para a obra. O pedreiro só deve encaixá-los um nos outros, montando o quebra-cabeça em cima da marcação de obra.
As tubulações de hidráulica e elétrica são instaladas nos vãos originados do derretimento do isopor (EPS). O acabamento da parede é feito com um jato de argamassa dos dois lados com a ajuda de uma máquina.
Após aplicação de argamassa, o frágil isopor, já se transformou em uma parede sólida (isopor+grelhas+argamassa), com uma resistência 30% maior que a dos tijolos e não pega fogo, apesar do isopor (EPS) ser um plástico derivado do petróleo que não gera combustão. Assim é seguro para construir sua casa.


Containers

A utilização de containers para construções de habitações de qualquer padrão é muito comum na Europa e agora está chegando também ao Brasil.
Construir uma casa não é algo simples, um bom projeto de um arquiteto, comprar muito material de construção e acabamento, contratar mão de obra… E tudo isso custa caro!
E se você tivesse uma alternativa mais barata, rápida e sustentável? Segundo o arquiteto Daniel Kalil, um dos autores do projeto Casa Container, apresentado na Casa Cor de 2015, uma das vantagens desse tipo projeto é agilidade. “A casa da exposição foi construída em 15 dias”, conta.
Trata-se de um imóvel área total de 170 metros quadrados e três dormitórios, construída a partir de quatro containers HC-4O de 12 metros em sua estrutura principal, além de um container de 6 metros, onde está localizado o mini spa, com deck e pisicina.
É necessário ter alguns cuidados com a estrutura funcional. A proteção térmica e acústica deve ser feita de forma cuidadosa. Pode ser usada lã de garrafas PET, que também é sustentável, e gesso para a proteção térmica e acústica. O telhado, por sua vez, pode ser normal e de qualquer modelo.
Uma boa impermeabilização também poderá ser feita usando manta asfáltica.
Enfim trata-se de se de um modelo que veio para ficar!









E muito mais da Inovahabit em breve!

Empreendimentos

Em breve

W3layouts Agileits
Residencial em Canoas

Lançamento de novos residenciais em Canoas.

W3layouts Agileits
Residencial em Viamão

Lançamento de novos residenciais em Viamão.

W3layouts Agileits
Residencial em Cachoeirinha

Lançamento de novos residenciais em Cachoeirinha.

W3layouts Agileits

Trabalhe Conosco

Vamos fazer juntos!
Nossa expertise na prospecção de áreas e negócios, identificando seu potencial nos permite estruturar um modelo de
negócios de desenvolvimento sustentável, econômico e lucrativo para todos os parceiros envolvidos!
Se você é construtor, corretor, imobiliária ou proprietário de um terreno, entre em contato.

Contato

W3layouts Agileits

Fale Conosco

Mande sua mensagem, tire suas dúvidas.

Telefone:
(51) 2103-9526 | 2103-9536